ADOÇÃO E CRISTIANISMO: falta de fé ou chamado?

Por Luciane Moreira Cruz

“Ainda que me abandonem pai e mãe, o Senhor me acolherá.”
Salmos 27:10

Há tempos ensaio este post mas sempre paro no rascunho e eu acredito que agora chegou o momento em que eu devo, como seguidora dos ensinamentos de Cristo, compartilhar esta mensagem justamente para aqueles que dizem proferir a mesma fé que eu.

Ainda fico surpresa com algumas pessoas, seguidoras dos princípios cristãos, que creem veemente que escolher a parentalidade por meio da adoção é sinal de falta de fé. Não quero aqui generalizar, estou falando de algumas pessoas! Me pergunto se estas pessoas de fato já leram a Bíblia, o Livro Sagrado que todo aquele que se diz cristão deveria ler e ter na cabeceira da cama, e não somente ouvir pregações do seu líder religioso e ou sair por aí julgando a vida do seu próximo. Estou cansada de ouvir pessoas com frases cheias de preconceitos e paradigmas sem fundamento e conhecimento.

Algumas pessoas são bem ousadas para dizer bobagens do tipo: – Você não tem medo de adotar? Você não conhece a genética da criança. Bom, eu conheço muito bem a minha genética e sei os riscos elevados que teríamos pela frente, qual a diferença? Meu marido e eu escolhemos formar a nossa família por meio da adoção e somos gratos a Deus por termos ouvido a Sua voz diante de tantas vozes contrárias. Nós oramos sim por milagre e eles chegaram! Adoção também é milagre! Ou você acha que passar por uma gestação não desejada, muitos dias sem cuidado, carinho, amor, meses ou anos em abrigos, casos de abuso, negligência e violência não é viver um milagre a cada dia? Precisamos rever isso já. Meus filhos são dois milagres de Deus sim!

A BÍBLIA É MUITO CLARA QUANDO FALA POSITIVAMENTE SOBRE ADOÇÃO!

1º) O próprio Jesus Cristo foi adotado por José aqui na terra. Foi um homem que revolucionou o mundo em antes e depois dele (vivemos hoje 2016 anos depois de Cristo!) Veja só, Jesus viveu com seu pai adotivo e foi um grande exemplo de amor para a humanidade! Mateus 1:18

2º) Fomos adotados por Deus por meio de Jesus Cristo: “Em amor nos predestinou para sermos adotados como filhos por meio de Jesus Cristo, conforme o bom propósito da sua vontade”Efésios 1:5 Ou seja, VOCÊ (que crê em Cristo) também foi adotado pelo Pai Celestial! “Pois vocês não receberam um espírito que os escravize para novamente temer, mas receberam o Espírito que os adota como filhos, por meio do qual clamamos: “Aba, Pai”.
O próprio Espírito testemunha ao nosso espírito que somos filhos de Deus. Se somos filhos, então somos herdeiros; herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo, se de fato participamos dos seus sofrimentos, para que também participemos da sua glória.” Romanos 8:15-17

Honestamente eu penso que com os dois exemplos bíblicos acima eu já poderia encerrar o texto, mas como tem muita inverdade sendo dita por aí, me estenderei um pouco mais.

Existem pessoas que podem gerar filhos biologicamente e optam pela adoção. Estas sofrem julgamento e recebem uma enxurrada de perguntas do tipo: – Mas e você não tem vontade de ter um filho seu? (Oi, como assim, você quer dizer que o meu filho que virá por meio da adoção não será meu? Jesus não era filho de José, o carpinteiro?) E existem pessoas que optaram pela adoção por motivo da infertilidade, e neste caso, você não pode se sentir culpado ou pensar que é castigo de Deus.

Precisamos falar sobre CHAMADO.

Segundo a UNICEF, há mais de 13 milhões de órfãos de pai e mãe no mundo! Qual será o papel do cristão diante dessa situação? Cuidar voluntariamente de crianças? Fazer doações para abrigos? Isso também pode e deve ser feito, mas NÃO pode parar aí!!! Quem assumirá o papel de pai e mãe destas crianças?

“Ainda que me abandonem pai e mãe, o Senhor me acolherá.” Salmos 27:10

Você ainda acredita que adoção é falta de fé ou já entende como um chamado de Deus na sua vida?Justamente nós cristãos, que temos exemplos tão fortes de adoção na nossa vida deveríamos entender o nosso papel diante de um mundo tão cruel e injusto com as crianças que foram abandonadas ou negligenciadas pelos seus genitores. “Não acredito que a adoção seja para todos, mas com certeza é para muito mais pessoas do que temos visto!” palavras do Mac Powell da Banda Third Day, uma banda americana de rock cristão, que tem cinco filhos sendo que dois foram adotados. Você pode ver o testemunho dele aqui nestevídeo.

Jesus disse: “Não vos deixarei órfãos!” João 14:18

“A ti se entrega o pobre, tu és o auxílio do órfão.” Salmo 10-17-18

Leia na sua Bíblia e veja com os seus próprios olhos! Procure pela palavra ÓRFÃO  e pela palavra ADOÇÃO. Isso seria um resumo pois tem exemplos que não constam especificamente com estas palavras como o próprio caso de Jesus.

Creia que Deus tem um propósito na sua vida e da sua família. Adoção é amor. Adoção é paternidade. Adoção é maternidade. Adoção é filiação. Adoção é família. Adoção é milagre. Adoção é de Deus!

Encerro este texto com o versículo de Tiago 1:27: “A religião que Deus, o nosso Pai aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo.” 

 

 

Nota: Este texto não foi escrito para julgar ninguém apenas para mostrar o que tem acontecido no meio da Igreja de Cristo. Além de algumas experiências pessoais tenho recebido relatos desta natureza. Pessoas que querem adotar mas que não tem recebido o apoio de familiares e amigos pois julgam que seria sinal de falta de fé não esperar pelo milagre da gravidez. Sou cristã e acredito que ,como eu, muitos cristãos tem a visão de Deus para a adoção, mas culturalmente no Brasil temos preconceito pela falta de conhecimento sobre o real significado da adoção e também pela falta de leitura e entendimento da Bíblia.

 


SOBRE A AUTORA:

Gaúcha de nascimento, inglesa de coração. Administradora por profissão, blogueira por uma causa. Venturosamente esposa do Filipe e mãe dos príncipes Noah e Luca. Fui abençoada com uma família maravilhosa e amigos preciosos. Sonhadora ao exponencial infinito. Essencialmente uma caçadora de Deus. Acredito no bem e que ele sempre vence o mal, que menos também pode ser mais e que a felicidade pode sim virar rotina. Já fui mais organizada, a maternidade me trouxe outras prioridades, mas amo etiquetas organizacionais! Possuo muita determinação e persistência para lutar pelo amor e pela justiça. Amo os animais, especialmente meu cão e fiel escudeiro Johnny e a espoleta Amora. É Autora do blog Gravidez Invisível que visa despertar um novo olhar para a adoção no Brasil. E-mail: luciane@gravidezinvisivel.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s